terça-feira, 6 de novembro de 2012

Manu e a escola - parte 3544

Estou bem sumida daqui, eu sei. Mas eh que esse lance todo da Manu com a escola está me tirando o sono, a tranquilidade e a alegria, afinal, ninguém gosta de ver o filho chorar todo o santo dia quando vai pra escola. Não era pra ser assim, ne?


Sim, já passou pela minha cabeça tira-la da escola mesmo antes de terminar o ano letivo, alias, quase o fiz. Cheguei a manda-la pra casa do meu pai um dia, ela amou, logico, mas esse esquema, por ora, ainda não rola pra mim, ficaria muito corrido, muito tumultuado.

Entao, por orientação de uma psico-pedagoga (colega da minha terapeuta), estamos fazendo uma ultima tentativa com a Manu e a escola:

1. Segundo a terapeuta, Manu não esta com problema de adaptação (ela esta adaptada a escola) ela esta com problema de falta de vergonha na cara (hahaha,brincadeira, isso eh conclusão minha). Manu esta na fase de desafiar, de fazer valer a sua vontade. O choro eh uma forma dela expressar a sua vontade. Ou seja, se ela prefere ficar em casa do que ir pra escola, ela vai chorar e exigir que assim a atendam. Por isso, cada vez que eu chegava mais cedo pra pega-la ou deixava ela mais tarde para ela não ficar tanto tempo na escola e assim não sofrer tanto, eu so estava atendendo a sua vontade. Logo, ela aprendeu que se chorar ela consegue o que quer: ficar em casa. Por isso, por ora a ideia de tira-la da escola não vai rolar.
2. Já que vai ficar na escola, então passei a Manu do integral para o meio-periodo (4 miseras horinhas). Isso tem me atrapalhado um pouco na minha rotina e no meu horário do trabalho, mas precisava fazer esse experimento. Hoje ela entra as 13h30 e sai as 17h30. Nada de inverter, deixa-la 4 horas de manha. Não. O horário eh esse e não posso mexer, pra ela se acostumar a ele. Por enquanto ela ainda chora e muito, mas acredito que se me mantiver firme, ela vai entender que agora ela não fica tanto tempo na escola, que logo eu volto para busca-la. Assim espero, pq por enquanto, o chororo continua firme e forte, bem forte.

3. Precisamos conversar mais com a Manu. Não so dizer que ela vai pra escola brincar com os coleguinhas, isso eu já faço, sem muito sucesso. Eh preciso mostrar para ela que a gente entende o que ela esta sentindo, MAS que ela tb tem que entender o nosso lado, ou seja, que papai e mamãe trabalham. Comecei isso ontem, ela ate parou para ouvir, se acalmou um segundo, mas logo voltou a chorar. Eh uma longa caminhada.
4. Buscar uma nova escola. Isso já estamos fazendo. Não adianta, Manu eh uma exploradora e, por essa escola não lhe dar a oportunidade de explorar muito, pode ser sim que ela esteja entediada na escola. Segundo a psico-pedagoga, isso pode acontecer mesmo, principalmente se a criança vem de uma família em que os pais dao muitos elementos para ela criar, explorar, aprender. Ou seja, quando ela tem uma vida rica fora da escola (caso da Manu, huhuuu, pontinhos para nós), se a escola não acompanha isso, ela pode sim achar a escola chata e preferir ficar em casa. Também tenho certeza que ela pegou birra da escola, nada me tira da cabeça que algo rolou la..mas enfim...ano que vem nova escola e nova adaptaçao..socorro!

Essa semana eh que começou realmente o lance de meio período, de conversa, de bla bla bla...vamos ver como ela vai se comportando ao longo da semana, vamos ver se essas orientações começarão a surtir efeito.

Enfim...estou em frangalhos, o choro continua, cada dia que eu a deixo na escola, eu saio de la despedaçada, sinto que envelheci uns 10 anos nesse ultimo mês..mas estou tentando de tudo, estou esgotando as minhas opções. Sei la, acho que eh meu papel como mãe buscar me informar, pedir ajuda, experimentar isso ou aquilo, ate que ou alguma coisa de certo ou eu tenha mesmo que tira-la da escola. Mas, se isso acontecer, pelo menos eu vou dizer que eu não a negligenciei, eu fui atrás pra entender o que está acontecendo.

E hoje, tudo o que eu quero, eh conseguir deixa-la na escola sem que ela me olhe com seus olhinhos de desespero, é que ela abra um sorriso, que a tempos não vejo la, eh que um dia ela entre de mãos dadas com a professora, olhe pra tras e me de um tchau, feliz por estar na escola. Eh tudo o que eu quero!

7 comentários:

Minha Filha Minha Vida disse...

Amiga bom dia ! Tem brincadeira para vc lá no blog!

bju

Patricia Melo disse...

Vc quer saber o que acontece com sua filha??? Eu digo, ela tem 1 ano e 5 meses, é um bebê, único, que tem suas necessidades individuais. Talvez alguns se adaptem mais facilmente a uma rotina longe da família, mas ela não. Ela não está fazendo birra, ela tem uma necessidade, são coisas diferentes.

Segue um link bem interessante, espero que ajude.

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG80005-9556-495,00.html

Vi disse...

Renata, eu não queria dar uma de louca, mas vejo tanta coisa no trabalho que muitas vezes nem Deus acredita. Sua filha mudou o comportamento de um dia para outro? Isso não é normal. Eu não sou psicopedagoga, mas trabalho com a escória todos os dias. Algo não está normal. Pode acreditar. Eu não posso falar o que não vi, mas algo está realmente incomodando ela. Pense nisso. Talvez seja o caso de trocá-la de escola e ver como ela se comporta. Sei que é uma coisa radical, mas eu, diante de tantos abusos que vejo, também seria. Se ela continuasse a se comportar assim, passaria a pensar em "birra"... Boa sorte!
;)

Cláudia Leite disse...

re,
Pra quem está de fora, é fácil dar soluções, entendo como é difícil pra vc. Nem sempre podemos atender todas as necessidades de nossos filhos, tentamos, mas nem sempre dá pra conciliar com toda a rotina.

Ano que vêm vc pensa em mudar ela de escola? Fim do ano letivo, acho que tb não compensa.
Espero que vcs consigam resolver isso.

bjão!

Daniela Freitas disse...

Re, imagino como deve estar sendo difícil pra vc, mas tente manter a calma (eu sei, é difícil!). Se te ajuda vou te falar minha experiência: todos os dias levo a Yris à escola e ela já sai do carro SORRINDO! É nítido o quanto ela gosta da escolinha, dos amiguinhos, até do porteiro ela gosta!!! Nunca me ligaram pra dizer q ela estava chorando! Sinceramente, não sei se é só "charme" da Manu! As crianças são muito sinceras e verdadeiras, creio que ela realmente não deve estar gostando, sei lá....Eu acredito sim que vc deveria procurar outra escola! Beijão

Andrea Fregnani disse...

Ah Renata, eu acredito que a Manu quer ficar em casa, no lar, deve ser importante pra ela e é fofo ela lutar por isso, sem resignação que aocntece com muitas crianças após o que chamam de período de "adaptação.
Dá uma chance pra ela, não esute especialista, escute seu coração de mãe,
bjs e que tudo se resolva da melhor forma pra todos vocês

disse...

Re, que difícil viu! A solução as vezes não é tão fácil e nem tão rápida como gostaríamos né? Desculpa discordar da psicopedagoga, afinal, estou de longe e não sou especialista no assunto, mas se meu filho chorasse todo dia na escolinha eu não apostaria em birra não... Qual seu sentimento em relação a isso? Quanto a mudar de escola, a Manu tem só 1 ano, não tem currículo escolar, não faz diferença mudar agora ou no ano que vem... Na escolinha do João as crianças abaixo de 3 entram em qualquer época!Uma coisa é certa Re, você é uma ótima mãe, ama sua filha e vai achar a melhor solução pra vocês! Esse é só um período difícil, assim como os alegres, muitos ainda virão!!