sexta-feira, 17 de abril de 2015

Cade o vinculo?

Ontem a pediatra do Lucas me ligou para conversarmos sobre o feedback que ela teve da terapeuta. Batemos um longo papo. Entendi melhor qual o papel da terapeuta. Realmente, ela não foca no Lucas e sim em nos, pais, para nos ajudar a lidar com essa situação, para observar a dinâmica da família, para nos ajudar no vinculo.

Vinculo. Uma palavra tao forte e tao importante e que esta me fazendo uma falta danada. Comentei com ela que estou com dificuldades de criar um vinculo com o Lucas. Compreensível, afinal, ele não me da qq retorno. Se chego perto dele ele nem percebe a minha presença. Se converso com ele, ele nem olha pra mim. Se rio para ele, ele não ri de volta. Entao, como eh possível criarmos um vinculo com um bebe quando ele eh alheio a nossa presença? Eh como se fosse um amor platônico!

E isso, ah isso esta me matando...esta me matando o fato que eu passo o dia conversando com ele, cantando para ele, brincando com ele...e nada!! Não recebo nada em troca!

Ate ontem eu acordava disposta a fazer o Lucas olhar pra mim, rir pra mim de qq jeito. Mas com isso eu chegava ao fim do dia frustrada, arrasada e depressiva...so queria chorar, afinal, mais um dia que meus planos e meus esforças foram em vao.

Ontem acordei disposta a mudar minha forma de agir com o Lucas. Agora não espero mais nada em troca dele. Continuo fazendo meu papel de mae, lhe dou amor, carinho, brinco, canto, converso, mas não espero nada, não crio mais expectativas. So rezo para que um dia, e que esse dia chegue logo, ele me surpreenda e me de algo em troca, um olhar, uma risadinha, um reconhecimento. Porque apesar de saber que eu sou mae dele, eu preciso que ele me mostre que ele sabe que eh meu filho e que sim, o vinculo existe!! Eu preciso me vincular ao meu filho, para meu bem, para o bem dele. E isso esta sendo muito difícil.

Na conversa de ontem a pediatra confirmou que Lucas tem sim algum problema, não deu nome aos bois pois segundo ela ainda eh muito precoce para um diagnostico, mas a falta de olhar dele eh preocupante. Me indicou um neuro especializado em bebes.

Combinei com o marido que vou esperar passar a festa da Manu, no começo de maio, para então marcar o neuro. Tenho medo que o diagnostico me abale a ponto de refletir na festa da Manu. Entao vou esperar. Ate la, vou marcar consulta com um outro pediatra, meio sumidade, para uma segunda opinião. Não custa nada!!

4 comentários:

Casamento feliz disse...

Nossa Rê , nessa foto dele parece que está focadinho na máquina , tipo , fazendo pose para uma foto ... Ai minha amiga , tenha calma , sabemos o quanto você ama o Lucas e que breve , breve esse vínculo será criado de uma maneira ou de outra ... Fé e força Rê . Beijos

Sâmia disse...

Rê, só consigo imaginar o que você está passando... Sinto muito, de verdade. Vou orar por você e por sua família, para que você tenha muita força e serenidade. Deus pode fazer um milagre!
Um beijo!

Cantinho da Fabi disse...

Re, acabei de ver Legendários com Marco Vion e ele falou sobre o filho dele que é autista ... Muito lindo e emocionante , ele disse que a vida dele e da família dele é muito melhor e mais feliz depois da chegada do Romeo ... E que ele se sente privilegiado por ser o guardião desse anjo que é seu filho ... Força amiga !!!! Tudo se resolverá ! Bjs

disse...

Rê, fiquei um tempão sem vir aqui e me deparo com esse post. Vou ler os anteriores...

Tenha força e muita fé, tudo se resolverá, tudo dará certo. Sempre dá!

Se precisar desabafar com alguém de fora, me manda e-mail, te passo meu whatsapp e a gente vai conversando.

Logo saberemos o que Luquinhas tem.

Beijocas