quinta-feira, 14 de março de 2013

Se eu fosse você não teria filhos...

Se eu fosse você, não teria filhos...ou....se pudesse voltar atras eu não teria tido filhos. Essas eram duas frases que eu sempre ouvia a minha mae dizer, mesmo qdo seus três filhos já estavam casados e lhe dando quase nada de trabalho. Sei que ela dizia isso da boca pra fora e sei que ela dizia isso mais como um desabafo de toda a preocupação e de td que os pais abrem mão qdo se tem um filho. Como tb tenho certeza que em seus últimos meses de vida ela deve ter dado graças a Deus pelos seus filhos, por estarem encaminhados e cuidando dela.

Confesso que de tanto ouvir ela dizer isso, eu e marido chegamos a cogitar em não ter filhos e sim sobrinhos...queríamos curtir a vida, viajar, não nos preocupar com mais nada...enfim, viver vida de namorados pra sempre. Logico que mudamos de idéia, né?

Eis que estava no cabeleireiro sábado e não êh que as duas manicures que me atendiam me soltam essa mesma frase que minha mae tanto dizia? Ambas já com filhos crescidos, uma inclusive com netos. E aí eu lhes perguntei: vcs acham que as suas vidas seriam mais felizes e completas se vcs não tivessem filhos?  Elas não souberam responder. Logico, ninguém saberia essa resposta. Afinal, td não passa de escolhas.

Mas eu completei dizendo: filho da trabalho. Filho traz um preocupação eterna. Filho nos faz abrir mão de muita coisa ou ao menos posterga-lá. Mas só depois que eu virei mae êh que eu percebi a felicidade nas pequenas coisas, e pequenas mesmo. Rio quando a manu aprende uma palavra nova. Fico feliz quando ela consegue fazer algo que estava tentando a tempos. Fico contente quando alguém a elogia para mim.

Hoje a minha vida êh mais cansativa, não me sobra muito tempo nem muita paciência. Mas em compensação, sinto a minha vida mais feliz, mais completa. Porque hoje eu não preciso de muito para ser feliz, eu tenho uma filha saudável, divertida, muitas vezes birrenta, um marido animado que esta louco pra levar nossa filha pra acampar no meio do mato. Se hoje eu me estresso mais, fico mais preocupada eu também rio mais, eu também me divirto mais com coisas pequenas.

Não sei como será no futuro. Não sei se eu chegarei na idade da minha mae, olharei pra trás e direi que se eu pudesse eu não teria tido filhos. Espero que não. Porque hoje eu dou graças a Deus por pelo menos desta vez, não ter dado ouvidos a minha mae e ter tido a Manu. E tenho certeza que seja lá onde ela estiver, minha mae também esta olhando pra mim, feliz pela minha escolha. Porque eu estou. Hoje eu já não consigo visualizar a minha vida sem a manu....e a vida de namorados eternos? Ora, foi temporariamente suspensa...temporariamente!

4 comentários:

Minha Filha Minha Vida disse...

não sei dizer pq mas sempre que vc escreve sobre a sua mãe eu vou e volto em tantas passagens da minha vida ...

bom fato é que eu tb fiz a melhor das opções quando decidi que teria um filho(a)!

beijos em vc e na sua princesa !

Letícia disse...

Falou tudo, Renata! Minha filha está com 7 meses e minha vida transformou. Sinto falta de fazer algumas coisas de antes, de sair por aí sem hora. Mas ela me traz alegria e realização, enfeita as nossas vidas. Sei que tem muita coisa por vir e mesmo assim quero um segundinho. Vale demais! bjos

Cláudia Leite disse...

verdade neh, a gente percebe a alegria das pequenas coisas com a maternidade...

Maria Heloisa disse...

Com a chegada dos anjinhos agente passa a valorizar muito as coisas e os momentos etc.
beijinhOos ♥

http://www.anjodmv.com/