quarta-feira, 1 de maio de 2013

Deixada pra tras

Sabe aqueles casos de pais que esquecem os filhos no carro? Então, isso acontece e êh mais freqüente do que imaginamos, só mudar a rotina, a cabeca estar em outra orbita e tudo eh possível

Pois bem, de uma forma beeeeeem leve, isso aconteceu aqui, com meu marido e a manu. Tínhamos descido pra praia. Quando vamos pra lá, marido volta a ser adolescente, ele se junta com a garotada do condomínio e sai pra surfar com eles, meio como o tiozao legal, que manja muito de ondas e adora ensinar a tchurma.

Êh tanto que qdo a gente desce eu tenho sempre que lembra-lo que ele tem esposa e filha, porque se deixar, ele passa o dia com os "amiguinhos" e esquece da gente, até filar bóia na casa de um ele vai, rs.

Pois bem, voltando ao lance do carro. Marido e mais 4 adolescentes decidiram pegar o carro para ver se tinha onda numa praia vizinha. Manu quis ir junto. Ok. Eis que eles chegam na praia, param o carro e caminham até o mar pra checar a ondulação.

Nisso  um dos meninos diz: o, cara, e a menina? Meu marido: que menina? E o menino: Sua filha! Marido nem respondeu, saiu correndo pra resgatar a manu do carro. Quando chegou ela estava lá, quietinha, brincando com a boneca, ele abriu a porta, ela sorriu.

Claro, nisso td, não se passaram nem 5 minutos, estava chovendo...mas mesmo assim, êh aí que a gente entende que quando vemos esses casos na televisão, compreendemos que isso êh possível, e pode acontecer com qq um, até com os pais mãos dedicados do mundo.

3 comentários:

Thaty Oliveira . disse...

Adorei o post!
Ta rolando sorteio no meu blog, que tal?
http://principecaioandre.blogspot.com.br/

Bruna Gabriela disse...

Nossa, que bom que foi rapidinho né?!
Eu não tenho carro, mas temos aqueles amigos camaradas que oferecem o carro, pra gente viajar e tals... então eu viajo muito e morro de medo disso acontecer, principalmente quando vamos para Taubaté, ja que lá faz um calor de 678544º graus rsrsrs

Cláudia Leite disse...

Imagino a cara dele quando percebeu que esqueceu e voltou, o sustão que não levou consigo mesmo! É que os pais não sentem aquela culpa que a gente sente neh? Quando é a mãe é um chorocô e mil pedidos de desculpas à cria...

Bjão!