terça-feira, 27 de maio de 2014

Falando com as paredes

Mae de crianças de 3 anos, me digam uma coisa: vcs tem a sensação de que quando vcs conversam com seus filhos sobre algo serio, ou seja, algum comportamento deles que merece ser mudado, algo que aconteceu na escola, etc etc, parece que vcs estão falando com as paredes ou isso so acontece la em casa?

Juro..nao eh fácil não. Tem horas que dou bronca e tento de alguma forma conversar com ela, dizer que o que ela fez eh errado, por causa disso, daquilo, etc...e parece que ela nem tchum...e pior, no meio do bla bla bla, ela me solta algo nada a ver, como “Eu não fui no teatro”. Tipo, oi? E quem aqui esta falando de teatro?? Já saquei que ela faz isso para mudar de assunto, sair do foco.

Mas e ai, como eu sei que ela captou pelo menos metade do que eu estava tentando ensina-la? Como eu sei que todo o meu esforço não foi em vao? Que eu não estava falando so com as paredes?

Nossa, isso me desgasta demais...pq além de eu ter que conversar mil vezes com ela sobre o mesmo comportamento, eu me sinto beeeem mal, pq parece que eu não consigo / sei me fazer ouvir.

Ah detalhe, essas conversas não são no meio do furacao, aos gritos e choros, não, se elas vem em virtude de alguma briga, eu espero a poeira abaixar, os ânimos se acalmarem para entao conversarmos de forma tranquila, ponho ela no meu colo ou me abaixo a sua altura e converso, peço que ela repita o que eu disse, se ela entendeu...mas mesmo assim ainda tenho a sensação que as paredes prestam mais atenção em mim do que a minha filha.

Buaaa...vou la me atirar da janela e volto já já !

Um comentário:

Li disse...

Aqui em casa acontece a mesma coisa!!! Para me certificar que ele me escutou, pego ele no colo e peço para ele repetir o que eu falei. As vezes preciso repetir o que eu disse umas 3 ou 4 vezes até ele repetir o que eu falei. Ah, só deixo sair do colo e ir brincar ou fazer outra coisa depois que repetiu o que eu disse (eu digo: só deixo ir brincar na hora que repetir o que eu falei!)... mas é difícil, não é?!

Beijos!!!

Lívia.