terça-feira, 2 de setembro de 2014

Montanha russa de emoções

Meu pai, meus hormônios nessa gravidez estão tacando o puteiro aqui dentro de mim...com o perdao da palavra, não consegui encontrar outra expressão que traduzisse exatamente a zona que esses hormônios estão fazendo com meu humor, paciência, sensibilidade, etc etc. Ta td virado de cabeça pra baixo!

Antes de continuarem a ler esse post, já aviso, esse post foi minha válvula de escape, eh um desabafo sincero, por isso, não me julguem, não me critiquem. Minhas próprias criticas e julgamentos internos já estão sendo duros demais, combinado?

 Voltando. Ontem me peguei numa crise de choro a ponto de achar que estou entrando em depressão. Tudo começou comigo achando que fiz one big mistake em querer ter outro filho, sei la de onde veio isso, mas de repente comecei a pensar que talvez não tivesse sido uma grande ideia ter engravidado, que talvez nossa familinha de 3 já estivesse completa e um quarto elemento so iria bagunçar o meio de campo, me deu um medo de não conseguir dar conta, do casamento sentir, do meu marido dar no pé (ultimamente ele tem ate motivo, de tanta patada hormonal que tenho dado nele)..cheguei ate a me arrepender e desejar não estar gravida (péssimo, eu sei).

Dai com isso emendou que eu não estou gostando de estar gravida, não estou curtindo essa gravidez como achei que curtiria (no começo eu ate curti, fiquei super empolgada, mas agora...sei la), que eu não aguento mais passar mal (sim, eu continuo passando mal, os enjoos diminuíram de intensidade, mas no lugar vieram crises brabas de enxaqueca), que eu estou odiando td e todos, que eu não consigo nem me olhar no espelho de tao gorda que estou (isso eh fato), que eu ainda não comecei a curtir o fato de ter um menino (e o fato das pessoas ao meu redor estarem mais empolgadas q eu de ser um menino, me faz me sentir ainda pior), que eu não me empolgo com nenhum nome, ate o que esta praticamente escolhido, e que eu estou odiando essa montanha russa de emoções.

To cansada não ter controle sobre meus sentimentos, tem horas que estou bem, tranquila, e tem horas que pareço o cao chupando manga, perco a paciência em um segundo, grito com a Manu, dou patada no marido...meu Deus, quem eh esse ser que eu me tornei? Não estou me reconhecendo...hj mesmo dei uma no marido e se ate hj ele estava muito tranquilo e paciente, hj o cara espanou, com razão. Saiu de casa sem falar tchau e a única vez que nos falamos, foi seco ate. Não o culpo. Ninguem precisa ter sangue de barata e aguentar uma gravida descontrolada.

Mas meu Pai, ate qdo vai isso?? Amanha tenho terapia, acho que terei que fazer uma sessão dupla pra dar conta de tanto nó na cuca, e na segunda tenho medica, quem sabe ela não tem alguma homeopatia para me prescrever e dar uma trégua nos hormônios antes que eles acabem comigo, com meu casamento, minha família...enfim...a coisa ta braba!
 
Acho que no fundo tudo que eu quero eh acordar um dia, nao sentir enjoo nem dor de cabeça, ter meu pique de volta, e assim voltar, mesmo que barriguda, a ser a Renata e ai sim, curtir cada minuto dessa gravidez. Eh pedir muito?

 

3 comentários:

Evy disse...

Rê, tudo isso vai passar!
Você está de quanto tempo mesmo?
Eu estou completando 16 semanas hoje e posso te dizer que agora que estou começando a curtir.
Até agora acho que hoje foi o primeiro dia em que não tive enjôo, só o meu amigo sono é que não me larga de jeito nenhum, já cheguei à conclusão de que ele me ama!

Força na peruca aí amiga! Isso é só uma fase e logo as coisas se ajeitam!!!

Bjs de montão,
Evy

disse...

Rê, eu dei risada com seu post. Porque é da mesma forma como me sinto até hoje (e olha que já melhorou bem).

Eu tento não pensar muito em gravidez para ter pensamentos ruins, então foco totalmente no que tenho que fazer e mentalizo muito o parto. Essa é a parte da gravidez mais emocionante e que me faz pensar que vale a pena.

Maridôncio é um ogro pra ajudar sempre acha que todo meu jeito na gravidez é ruindade minha e não hormônio, aí já viu.

Mas tenha fé, logo morreremos de fofura com seu baby boy :)

Ah e quanto ao nome, eu tbm não conseguia gostar de nenhum. GAD esse breguice do maridôncio de me obrigar a escolher com R facilitou muito minha vida. hahahah

Beijocas

Cintya Lenzi Danker disse...

Sabe, me vi totalmente nesse post. Passei por tudo isso, várias crises de choro, do nada, com vontade de sumir do mapa, com arrependimento de ter engravidado nesse momento, dando patada em todos, tratando mal ou ignorando minha filha... e depois se arrependendo de tudo isso. Não foi fácil! Mas passou. E pra vc vai passar também. Uma gravidez é bem diferente da outra e me espantei muito por ter passado por esse turbilhão de emoções nessa segunda gravidez, pois na primeira foi tudo tão mais tranquilo.
Mas se te ajuda: daqui a pouco passa.
Não fique se culpando por se sentir assim, acho que todas nós passamos pelo menos uma vez por uma situação parecida durante a gestação.
Daqui a pouquinho vc vai estar curtindo mais a gestação e o fato de ter um menino. Vai por mim.
Beijos