terça-feira, 19 de abril de 2011

Apgar

Sempre que ia visitar alguem na maternidade e perguntava e ai, foi td bem? Fulaninho nasceu bem? A resposta era: otimo, teve apgar 9 e 10...e eu com aquela cara de conteudo do estadão e só pensando, mas que diachos eh isso??


Pois eh, quando a gente engravida a gente passa a ser um pouco mais culta nos assuntos maternais, nao eh? Entao, dei uma fuçadinha para entender melhor o que é esse teste Apgar que fazem nos recem nascidos.


Achei essa explicação bem sussa no site do Baby Center:


O teste Apgar trata-se de um método simples e eficiente de medir a saúde do recém-nascido e de determinar se ele precisa ou não de alguma assistência médica imediata. Ele é rápido, indolor e, é bem possível que o médico faça a avaliação do bebê sem que você nem note.


A maioria das crianças nasce em boas condições de saúde, mas, caso seu recém-nascido precise de algum auxílio médico, será melhor saber o quanto antes para começar o tratamento. Um minuto após nascer e novamente aos cinco minutos de vida fora do útero, seu bebê será avaliado da seguinte forma:

• Frequência cardíaca

• Respiração

• Tônus muscular

• Reflexos

• Cor da pele


Cada um destes itens recebe uma nota entre 0 e 2 para se chegar a um total geral. Grande parte dos recém-nascidos recebe entre 7 e 10, não requerendo nenhum tratamento imediato, como, por exemplo, auxílio para respirar.


Claro que 10 é sempre música para os ouvidos dos pais, mas 8 ou 9 também são ótimas avaliações. Um parto mais complicado ou prematuro e até medicação para dores tomadas pela mãe podem mascarar as notas, não retratando exatamente as condições reais do bebê, mas, no geral:

• Avaliação entre 8 e 10 mostra crianças em estado de saúde de ótimo a excelente, que provavelmente não vão precisar de cuidados extras.

• Avaliação entre 5 e 7 indica estado regular e pode haver necessidade de ajuda de aparelhos para respirar. O médico talvez massageie vigorosamente a pele do bebê ou dê a ele um pouco de oxigênio.

• Avaliação abaixo de 5 aponta bebês em condições que exigem auxílio médico especial. Você pode perguntar ao médico na sala de parto qual foi a nota do seu bebê.


Se a primeira não tiver sido muito alta, não se desespere, porque a segunda, depois de cinco minutos, costuma ser maior e mais tranquilizadora, já que a criança se recupera rápido do estresse do parto.


E é isso...mal nasceu e o coitadinho ja tem que passar no primeiro teste de muitos que virão até a faculdade, rs.



Em tempo: ontem fiz um pit stop no Sao Luis..achei que minha pressao estava alta e o engraçado eh que quando elas mediram comigo deitada na maca, a pressao tinha subido mesmo, para 13x8 (para quem sempre teve a pressao em 10x7, isso foi um belo aumento), mas dai elas pediram para eu me deitar sobre o lado esquerdo e mediram de novo: 11x6, normalissima!! Conclusao, nao posso mais me deitar de barriga pra cima, como a barriga esta grande e ainda alta, ela pressiona as arterias do coraçao, interferindo no seu fluxo e consequentemente aumentando a pressao. De resto, ouvimos o coração da Manu e sua atividade uterina, tudo super bem, graças a Deus.

6 comentários:

Isis disse...

Tadinhos teste desde pequeninos...rsss
Sabe que se aq for menina o nome provavel é Manuella.Acho lindo,e maridão adorou.
Bjssss

http://isisgravida.blogspot.com/

Marcelo Vieira disse...

É preciso mesmo estar atento às nomenclaturas gravídicas pra não deixar nada passar em branco na hora do parto né?!

Abraços
http://mmppv.blogspot.com/

Cláudia Leite disse...

Estou ansiosa pelo apgar da ISabella... tanto que quero marido na sala de parto para acompanhar estes testes e notas.

Me sinto mal de deitar de barriga pra cima, parece que falta ar mesmo. Mas de lado é as costas que pedem "socorro".

bjo!

Than disse...

o apgar da anna foi 8 nos primeiros 5 minutos e 9 depois! excelente! ñ entedi pq foi 8/9, mas o medico disse q era otimo, entao ta! rs

bjos

Andrea Fregnani disse...

Oi, Re, tem mesmo que deitar do lado esquerdo, a gente se sente bem melhor.
Só para constar: a Alice teve apgar 9/10 a gente já fica orgulhosa da avaliação, tadinha hihihihi
Quanto ao cercadinho, nós sentimos necessidade qnd a Alice estava com 6 meses, e nós alugamos para testar, e ela adorou, e eu adorei, ela brinca nele, assiste DVD, mas eu sempre me preocupo de nunca deixar ela muito tempo, ou atender ela assim que ela reclama um pouco tiro rápido, assim o cercadinho é sempre diversão e nunca castigo ;)
bjs

Li disse...

É, sendo mãe e aprendendo...Sempre...
Que bom que você e a Manu estão bem! Cuide da pressão!!!

Beijos!

Lívia.