terça-feira, 16 de agosto de 2011

Berçario X Babá

Sempre tive em mente que nao pararei de trabalhar para ficar cuidando da Manu, na verdade digo isso por dois motivos importantes, um é que o trabalho me faz bem, me sinto util, produtiva, atualizada e dois é que infelizmente não rola vivermos só com os ganhos do marido, meu salario segura grande parte das nossas despesas, portanto, a partir de outubro lá estarei eu de volta a labuta!!

Dai veio a pergunta: mas e aí com quem deixaremos a Manu?? A resposta: berçário!! Isso mesmo, nao tenho mãe (e mesmo se tivesse ela nunca foi dessas avós que aceita cuidar dos netos diariamente), minha sogra mora longe (mesmo ela dizendo que eu devia deixar a Manu com ela) e meu marido tem pavor de babás (juro, ele deve ter sido espancado por uma qdo pequeno, só pode ser). Então, só nos restou o berçário.

Ok ok, sei que tanto berçários quanto babas tem suas vantagens e desvantagens..só pra citar algumas que eu considero: sempre achei que crianças que vão para berçário se desenvolvem mais rapido que as que ficam em casa com baba, mas em contrapartida, adoecem mais. Por outro lado, baba eh uma mão na roda, uma bela ajuda pra vc conseguir ter um tempinho livre, é uma única pessoa olhando pelo seu filho, dá até para tomar banho com calma, mas em contrapartida, eu acho sim que a grande maioria dos pais se acomodam e deixam de ter um contato maior com seus filhos.

Mas, nao quero dizer que sou contra babá, nananinanão. No meu caso, que so sou eu, marido, cachorra e Manu, td num ape pequeno, nao acho muito necessario uma baba (apesar de que nos primeiros meses eu juro que cheguei a cogitar, tamanho o trabalho e o cansaço), e alem disso temos a Santa Joana que vinha 2x por semana e desde julho passou a vir 3x (uma bela ajuda com a casa). MAS, qdo tivermos o segundo (oi? cuma?) e se a diferença de idade for pequena (oi? cuma? ta bebada?), entao eu nao abrirei mao da babá...pq ai, amiga, a ajuda será necessaria.

Enfim, por conta disso td, decidi que essa semana quero começar a dar uma olhada nos berçarios perto de casa, para ver se gosto ($) de algum, pois quero colocar a Manu em meados de setembro pra ja ir se adaptando. Tem uns 4 perto de casa, uns bem pertinho, outros alguns quarteiroes, mas como so temos um carro e ele geralmente fica comigo, entao tenho que considerar um berçario que de para ir a pe, caso eu me atrase no trabalho e sobre pro marido ir buscar a Manuela a pé.

Estranho pensar que logo logo acaba minha licença..o tempo esta voando!

10 comentários:

Renata disse...

Eu nunca pensei em ter babá pois não me sentiria segura com uma pessoa desconhecida sozinha com meus filhos, então Bia foi pra escolinha quando voltei a trabalhar. E sim, foi uma enxurrada de doenças de tirar o sono literalmente, mas agora, no segundo ano de escola, melhorou bastante. Sem contar que eles aprendem muito e adoram! Mas olha, estou com meu segundo filho com menos de 2 meses e não sinto a menor necessidade de babá. Passo todas as tardes com eles (e muitas vezes tenho que me virar com os dois pra levar e buscar a Bia na escola) e dá pra dar conta numa boa... principalmente porque no segundo a gente fica bem mais relax, percebe que não precisa ficar em cima o tempo todo, deixa eles mais independentes :)
Beijos!

Carol Garcia disse...

oi re!
babá em casa tbm é assunto vetado.
eu e maridex concordamos que não é a melhor das opções, assim como ser criado pela avó.
temos exemplos bem marcantes na família que envolvem as duas situações, portanto escolhemos pelo berçário e não me arrependo.
e vc está certíssima. vá o quanto antes escolher os berçários. visite, converse, pesquise, avalie.
e aproveite o último mês da licença pra acompanhar a rotina da pequena na escolinha que vc preferir.
fiz isso e não me arrependo. foi ótimo pra nós dois, já que a gente sofre tbm em deixar a cria.
fiz um post com N dicas sobre a escolha da escolinha:

http://viajandonamaternidade.blogspot.com/2011/01/escolhendo-escolinha.html

dá uma olhada e vê se ajuda.
e depois temos a chris, que é a Bá do Isaac pra raras ocasiões onde saímos e não o levamos.

bjocas

Cláudia Leite disse...

Aqui fizemos a opção do berçário também. Dá medo das doenças e tals, mas o desenvolvimento é melhor na escolinha.

bjo.

Daniela Freitas disse...

Nossa Re, tomara que vc tenha mais sorte do q eu! Semana passada fui conhecer um berçario ao lado do meu trabalho, saí de lá chorando, arrasada! Um monte de bebezinhos amontoados com cara de carentes, nossa, fiquei péssima só de imaginar deixar minha filha ali! E olha q não são nada baratos também! E quanto mais qualidade vc procura, mas caro fica!! Nossa, como é difícil!!! Mas vou continuar procurando. bjs

Bianca disse...

Rê, mais uma vez venho te dizer que tudo é relativo, o meu filho ficou o 1o. aninho em casa, comigo, sendo amamentado e pegou TODAS as ites possíveis imaginárias. Claro que com contato com outros bebês isso aumenta, mas sinceramente não conheço muitos bebês que não pegaram alguma coisinha não, independente da babá ou berçário.
Agora, o problema é achar um lugar legal, né?? Eu conheço alguns que não ouvi falar muuuito bem por aqui (moema), em compensação sei que o CEB é execelente, mas o $$ tb não é dos mais baratos.
Bom, boa sorte, siga o seu coração e tudo vai dar certo.
beijos

yahhh disse...

Ahh, essa é uma questão que me aflige. Logo logo a Alice também terá que ficar com a babá ou em um berçário. E muito provavelmente vou deixá-la em um berçário. Como é dura essa decisão... Boa sorte! Beijos

Maya Segers disse...

aiaiaia assunto que me assusta mas tbm opto pelo berçario pois existe aspectos pisicologicos que influenciam muito no crescimento do bebê

beijos

Fon disse...

Devo me manifestar nessa tb... Fizemos a mesma analise e a conclusao foi mto semelhante. Portanto, a partir de Setembro a Bruna tb vai ir para a escolinha.

Estamos ansiosos para ver como ela vai reagir depois de passar 6 meses com a mamae em casa so pra ela. E o duro e' que agora ela esta' comecando a estranhar as pessoas. Veremos como vai ser a transicao...

Bianca disse...

Rê, respondendo o seu recadinho lá no meu blog, CEB é a escola " Educacional Brandão - Comecinho de vida", fica na Tupiniquins, eles tem um esquema integral super bacana para bebês e vai até o 9o. ano... Tenho uma grande amiga com os filhos lá desde o berçário e ela ama!!!
Aí no Brooklin eu já ouvi falar da escola ÂNIMA, mas não conheço para opinar, sei de uma pessoa que está com o bebê lá.
Enfim, se quiser trocar umas idéias sobre escolas pela "àrea", me manda email. bj

Alê disse...

Deixa essa bonequinha linda de vestido rosa de bolinhas marron comigo Rê... eu cuido com todo prazer e amor do mundo! Aí ela e Ana Luisa vão crescer amigas! hahahaha. Beijocas.