terça-feira, 14 de junho de 2011

Passeios

Manuela ainda nao pode sair, nao pode conhecer a maravilha que eh a Shoestock, os deslumbre dos shopping centers, nem as delicias dos restaurantes..por enquanto so pode ir na casa dos avós ou passear ao ar livre...mas confesso, com o frio que fez nessas ultimas semanas em Sao Paulo, nem descer no predio para tomar um solzinho eu tinha coragem, era sair do elevador para o vento congelante nos atingir e eu abortar a missao.


Mas domingo fomos almoçar na casa dos meus sogros, aproveitamos a tarde ensolarada e la fomos nos...nossa, como foi bom sair de casa (sem ser pra casa do meu pai, que fica no bairro vizinho), como foi bom cruzar a cidade, ver as novidades, ver gente (nem que fosse de dentro do carro) e, principalmente, como foi bom entregar a Manu aos cuidados da avó paterna dela. Espero que ela se acostume bastante com essa avó e com a sua casa, pq será lá que ela ficara quando os pais dela tiverem algum compromisso que ela nao possa ir ou forem, quem sabe um dia, viajar sem ela.



Com os avós e os primos (faltou a prima Valentina)



Dai que ontem foi a minha vez de estreiar minha habilidade como motorista de carrinho, sozinha, pelas ruas do bairro. Aproveitamos mais uma vez o dia ensolarado, a tregua do vento gelado, coloquei a Manu no carrinho e saimos pra passear. Fomos levar o ferro de passar no conserto (uma bela caminhada de uns 15 minutos ate la) e na volta passamos pela pracinha e viemos pra casa. Manu se comportou bem na ida, chorou enquanto esperavamos atendimento na assistencia tecnica e, apos eu ter dado a chupeta e coberto o carrinho (ela odeia claridade pra dormir), capotou e so foi acordar em casa. Me senti tao mae dirigindo o carrinho, tao poderosa, hahah.

O unico adendo eh que peloamordedeus, as calçadas sao terrives, nao da pra andar com o carrinho nelas, sao estreitas, esburacadas, inclinadas, no meio delas tem um poste..pessimo, fizemos quase todo o percusso na rua mesmo...juro, agora eu imagino como um cadeirante nao sofre para andar nessa cidade.

6 comentários:

Isis disse...

Que delicia um passeio na casa da vovó.A e acho que não é só por ai que as calçadas estão péssimas.Aqui tbm.
Bjss

Mamãe du Dudu disse...

É fantástico quando começamos a sair de casa, né? Parece que fazia uns 10 anos que você não via gente.... rsrsrs
Vc vai ver com é gostoso quando vc começar a sair sozinha com o Marido... Quando o Dudu completou 1 mês, eu e o Marido deixávamos o Dudu com alguém e iamos dar uma volta, só nós 2. Shopping, jantarzinho, cineminha. Coisas de 2 horinhas, mas já valia. Depois que as mamadas espaçam um pouco mais, ou que vc consiga armazenar dá pra aumentar. O importante é dar uma figidinha de vez em quando só vcs 2 pra vcs voltarem a ser namorados e pra Manu não achar que só existem papai + mamãe.... Já até deixamos o Dudu 5 dias com os padrinhos para irmos para o Nordeste (ele tinha 1 ano e meio). Vale a pena, pois hoje ele fica com qualquer um, sem traumas... heheeh
Fica a dica! E quanto antes vc começar, melhor!
Beijos (e prometo no próximo comentário eu ser mais breve...#a empolgada#
Fer
http://coisasdududu.blogspot.com/

Renata disse...

Ai, que delícia esses passeios Re!!! Menina, vc precisa ver as calçadas de Maputo... AFEEEEEE, tô ferrada!!! heheheheh
BJSSSS

Doce Espera disse...

Que lindona a foto!!!!
E passear com ela fora da barriga deve ser tudo de bom mesmo ne???
Bjokas

Aline disse...

Que crianças lindas!! Adorei a foto.

Bjs

Bianca disse...

Rê, quando comecei a sair com o Gui tb comecei a reparar nas calçadas, no desrespeito dos carros parando fechando a passagem, afeee que eu tb imaginei os cadeirantes, assim como vc!!! Impossível!!! E olha que meu bairro é considerado "bom", imagina os "ruins", afe!!!
Mas loguinho vc estará um "às" no volante de carrinho, kkkk, pode esperar!
beijo